Normas para Publicação



A Revista Pensar o Direito da UNILAGO é uma publicação anual de artigos científicos produzidos por professores e alunos dos cursos de graduação e pós-graduação em Direito. Tem por objetivo a disseminação do conhecimento e o estímulo à pesquisa e produção ciêntífica, de modo a contribuir para o desenvolvimento regional.

Os interessados em publicar os seus artigos neste periódico deverão elaborar um texto entre 05 e 15 páginas, respeitada a seguinte formatação:

a) formato A4;
b) margens: superior 2,5cm; inferior 1,5cm; esquerda 2cm, e direita 1cm;
c) fonte Arial;
d) corpo 10;
e) espaçamento normal, ou seja, 1,5.

O texto do artigo deverá seguir a seguinte estrutura: título centralizadoe nome(s) do(s) autor(es) alinhados à direita, com os seus principais títulos acadêmicos. O resumo poderá ter um máximo de 15 linhas e as palavras-chave, de três a seis vocábulos. A seguir, deve constar a introdução, o desenvolvimento do conteúdo e as conclusões. Ao final, eventuais notas e as referências, conforme as normas atuais da ABNT. As notas devem constar após as conclusões e antes das referências, ou seja, as citações não deverão ser registradas em rodapé.

Satisfeitas estas exigências, os artigos poderão ser encaminhados à respectiva Coordenação do Curso, em texto impresso e em mensagem mensagem eletrônica, para a avaliação do Conselho Editorial. Na mensagem o autor do artigo deverá autorizar a publicação de seu texto, de acordo com a linha editorial da União das Faculdades dos Grandes Lagos. Serão preferidos os trabalhos sobre temas atuais, inéditos e relacionados aos problemas regionais, conforme a ordem cronológica de apresentação.

O original do trabalho deve ser apresentado na seguinte seqüência: TÍTULO DO TRABALHO (máximo de 40 caracteres), NOME(S) DO (S) AUTOR (ES), RESUMO (máximo de 200 palavras), PALAVRAS-CHAVE (três a seis palavras), TEXTO E REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICAS (relacionar somente obras efetivamente citadas no texto e de acordo com as normas da ABNT).

Copyright © 2014. Todos os direitos reservados